quarta-feira, janeiro 25, 2012

Japa – Mantra


Japa
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Japa ou Japam é a repetição mental ou verbal de um mantra com o objetivo de atingir estados alternados de consciência. A repetição do mantra, o japa, pode ser feito de três maneiras diferentes:
   Em voz alta.
   Em forma de um murmúrio sem movimento dos labios.
   Mentalmente.
Todas elas tem uma relação intima com a respiração, o pranayama e o mátra(ritmo).
Em Kularnava tantra, capítulo onze, sutra 19 diz: "Durante o japa deve-se evitar toda a preguiça, bocejo, sono, espirro, salivação, medo, movimento e ou emoção. O mantra nada realiza se houver comida em excesso, conversação incoerente, falatório, autoritarismo, apego as coisas, ou instabilidades e etc.
Durante o japa deve-se evitar a inércia, a aflição, a atividade desnecessária, a imaginação desvairada e o esbravamento (gritaria). Fique em paz, seja limpo e frugal com a comida, durma no chão, tenha controle da sua dualidade, tenha a mente estável, tenha autocontrole e seja calado. Então faça o japa."
No Hinduísmo, o Japamala (um cordão com sementes) é usado durante a pratica do japa. No Hinduísmo e Vaishnavas geralmente usam Japamalas de sementes de Tulsi. E os Shaivitas usam semente de Rudrakhsa. O número de sementes no Japamala é geralmente 108. Os praticantes podem se sentar ou andar durante a pratica feita pela manhã e pela tarde ao alvorecer e a cada repetição do japa uma semente é contada. Os japas mais utlizados nestas praticas são os Om, Hrimee Krim.

Sem comentários: